Sexta-feira, 21 de novembro

A lei de Jeová é perfeita . . . tornando sábio o inexperiente.  Sal. 19:7.

Sem as Escrituras Sagradas, a nossa principal fonte de instrução seria a experiência pessoal. Com a experiência pessoal como instrutora, teríamos algum dia os mesmos sentimentos que o salmista tinha pela “lei de Jeová”? A triste realidade, porém, é que alguns permitiram que seu amor pelas verdades bíblicas esfriasse. (Rev. 2:4) Não andam mais no caminho que agrada a Jeová. (Isa. 30:21) Isso não precisa acontecer conosco. Nós podemos e devemos nos esforçar em manter o apreço pela Bíblia e seus ensinos. A Bíblia é uma dádiva importante de nosso amoroso Criador. (Tia. 1:17) O que nos ajudará a aumentar o apreço pela “palavra de Deus”? Algo básico é refletir sobre como os escritores bíblicos foram guiados para escrever as Escrituras. Isso envolve trazer à mente algumas das muitas evidências de que a Bíblia é inspirada por Deus. Fazer isso deve nos estimular a ler a Palavra de Deus todos os dias e aplicar seus conselhos. — Heb. 4:12. w12 15/6 4:1, 2

SEMANA DE 17 DE NOVEMBRO

Cântico 26 e oração

Estudo Bíblico de Congregação:

Escola do Ministério Teocrático:

Leitura da Bíblia: Deuteronômio 23-27 (10 min)

N.° 1: Deuteronômio 25:17–26:10 (4 min ou menos)

N.° 2: O que a Bíblia diz sobre a alma — rs p. 32 § 2–p. 33 § 3 (5 min)

N.° 3: Adorno — O adorno segundo as Escrituras — it-1 p. 56 §§ 1-4 (5 min)

Reunião de Serviço:

10 min: O que é um amigo de verdade? Consideração, com participação da assistência, baseada no vídeo de animação O que é um amigo de verdade? (Acesse o site jw.org, ENSINOS BÍBLICOS > ADOLESCENTES.) Primeiro, apresente o vídeo para a assistência. Depois, use as seguintes perguntas como base para a consideração: (1) O que é um amigo de verdade? (2) O que devemos procurar em um amigo? (3) Como podemos encontrar um bom amigo? (4) O que precisamos fazer para fortalecer nossas amizades?

10 min: O amor nos identifica. (João 13:35) Consideração, com participação da assistência, com base no Anuário de 2014, página 48, parágrafo 1, até a página 49, parágrafo 3; e página 69, parágrafo 1, até a página 70, parágrafo 2. Convide os irmãos na assistência a comentar o que aprenderam.

10 min:Um jeito novo de dar testemunho em lugares públicos”. Perguntas e respostas. Se o território da congregação possui áreas com grande fluxo de pessoas, pergunte ao superintendente do serviço, em uma entrevista, qual é a programação para dar testemunho em lugares públicos e convide a assistência a relatar experiências. Lembre aos publicadores que, no caso do uso dos carrinhos, não é preciso obter autorização legal porque foram feitos com o objetivo de circular, em vez de permanecerem no mesmo local. Ainda assim, é possível circular com o carrinho na mesma área, por exemplo, entre uma esquina e outra de uma praça. — Veja a carta aos anciãos de 1.° de maio de 2014.

Cântico 92 e oração