A Palavra de Jeová É Viva

Destaques do livro de Êxodo

UMA história real de um povo que foi obrigado a ‘trabalhar como escravo sob tirania’. (Êxodo 1:13) Um relato emocionante sobre o nascimento de uma nação. Milagres assombrosos, leis notáveis e a construção do tabernáculo são algumas de suas particularidades fascinantes. Basicamente, é isso o que contém o livro bíblico de Êxodo.

Escrito pelo profeta hebreu Moisés, Êxodo conta a história dos israelitas num período de 145 anos — da morte de José, em 1657 AEC, ao término do tabernáculo, em 1512 AEC. Mas o relato não tem apenas interesse histórico. Faz parte da palavra, ou mensagem, de Deus para a humanidade. Assim, é ‘vivo e exerce poder’. (Hebreus 4:12) Êxodo, portanto, tem grande significado para nós.

“DEUS OUVIU SEU GEMIDO”

Os descendentes de Jacó que moram no Egito aumentam em número tão rapidamente que um decreto real ordena que sejam feitos escravos. Faraó até mesmo decreta a morte de todos os bebês israelitas do sexo masculino. Um bebê de três meses, porém, escapa a esse fim. Seu nome é Moisés e ele é adotado pela filha de Faraó. Embora seja criado entre a família real, aos 40 anos Moisés toma o lado do seu povo e mata um egípcio. (Atos 7:23, 24) Obrigado a fugir, ele vai para Midiã. Ali ele se casa e vive como pastor. Jeová fala com Moisés num arbusto que queima milagrosamente e o manda voltar ao Egito para libertar os israelitas da escravidão. Seu irmão, Arão, é designado como seu porta-voz.

Perguntas bíblicas respondidas:

3:1  Que tipo de sacerdote era Jetro? Nos tempos patriarcais, o chefe da família servia de sacerdote para seus familiares. Jetro evidentemente era chefe patriarcal duma tribo de midianitas. Visto que os midianitas eram descendentes de Abraão por intermédio de Quetura, talvez soubessem algo sobre a adoração de Jeová. — Gênesis 25:1, 2.

4:11  Em que sentido Jeová ‘designa o mudo, o surdo e o cego’? Embora em algumas ocasiões Jeová tenha causado cegueira ou mudez, ele não é sempre responsável por essas deficiências. (Gênesis 19:11; Lucas 1:20-22, 62-64) Elas são resultado do pecado herdado. (Jó 14:4; Romanos 5:12) Visto que Deus permitiu que essa situação existisse, porém, ele pode falar de si mesmo como ‘designando’ o mudo, o surdo e o cego.

4:16  Como Moisés ‘serviria de Deus’ para Arão? Moisés era representante de Deus. Assim, ele se tornou ‘como Deus’ para Arão, que falou representando a Moisés.

Lições para nós:

1:7, 14. Jeová apoiou seu povo quando estavam sendo oprimidos no Egito. De modo similar, ele apóia suas Testemunhas atuais, mesmo em face de intensa perseguição.

1:17-21. Jeová se lembra de nós “para o bem”. — Neemias 13:31.

3:7-10. Jeová é sensível aos clamores de seu povo.

3:14. Jeová sem falta cumpre seus propósitos. Portanto, podemos confiar que ele tornará realidade nossas esperanças baseadas na Bíblia.

4:10, 13. Moisés mostrou tanta falta de confiança em sua habilidade de falar que, mesmo depois de se lhe assegurar o apoio divino, ele implorou que Deus enviasse outra pessoa para falar com Faraó. Mesmo assim, Jeová o usou e deu-lhe a sabedoria e a força necessárias para que ele cumprisse sua designação. Em vez de nos concentrarmos nas nossas fraquezas, confiemos em Jeová e cumpramos fielmente nossa comissão de pregar e ensinar. — Mateus 24:14; 28:19, 20.

MILAGRES NOTÁVEIS RESULTAM EM LIBERTAÇÃO

Moisés e Arão aparecem diante de Faraó e pedem permissão para os israelitas irem ao deserto celebrar uma festividade para Jeová. O governante egípcio recusa desafiadoramente. Jeová usa Moisés para trazer um golpe poderoso atrás do outro. Somente após a décima praga Faraó deixa os israelitas irem. Mas logo depois ele reúne suas forças militares e vai ao encalço deles. Jeová, porém, abre um caminho através do mar Vermelho e liberta Seu povo. Os perseguidores egípcios se afogam quando o mar se fecha sobre eles.

Perguntas bíblicas respondidas:

6:3  Em que sentido o nome de Deus não tinha sido dado a conhecer a Abraão, Isaque e Jacó? Esses patriarcas usaram o nome divino e receberam promessas de Jeová. Mas não conheceram, quer dizer, não presenciaram Jeová agindo como Cumpridor das suas promessas. — Gênesis 12:1, 2; 15:7, 13-16; 26:24; 28:10-15.

7:1  Em que sentido Moisés foi feito “Deus para Faraó”? Moisés recebeu autoridade e poder divinos sobre Faraó. Assim, não havia motivo para ter medo daquele rei.

7:22  Onde os sacerdotes egípcios obtiveram água que ainda não havia se transformado em sangue? Talvez tenham usado água tirada do rio Nilo antes dessa praga. Aparentemente, podia-se obter água potável escavando-se poços no solo úmido às margens do rio Nilo. — Êxodo 7:24.

8:26, 27  Por que Moisés disse que os sacrifícios dos israelitas seriam ‘detestáveis para os egípcios’? No Egito, veneravam-se muitas espécies de animais. Assim, a menção de sacrifícios dava mais peso e tornava mais convincente o argumento de Moisés de que Israel deveria receber permissão de sair para oferecer sacrifícios a Jeová.

12:29  Quem foi considerado primogênito? Os primogênitos eram apenas do sexo masculino. (Números 3:40-51) O próprio Faraó era primogênito, mas não foi morto, porque tinha sua própria família. Não foi o chefe da família, mas seu filho primogênito que morreu em resultado da décima praga.

12:40  Por quanto tempo os israelitas moraram na terra do Egito? Os 430 anos mencionados aqui incluem o tempo que os filhos de Israel passaram “na terra do Egito e na terra de Canaã”. (nota, NM com Referências) Abraão cruzou o rio Eufrates a caminho de Canaã aos 75 anos, em 1943 AEC. (Gênesis 12:4) Dessa data até o tempo em que Jacó, aos 130 anos, entrou no Egito passaram-se 215 anos. (Gênesis 21:5; 25:26; 47:9) Isso significa que os israelitas passaram um período idêntico, de 215 anos, no Egito.

15:8  Visto que as águas do mar Vermelho se ‘solidificaram’, significa isso que realmente congelaram? O verbo hebraico traduzido “solidificaram-se” significa encolher ou engrossar. Em Jó 10:10, usa-se essa expressão com respeito ao processo de se coalhar o leite para fabricar o queijo. Portanto, as águas ‘solidificadas’ não significam necessariamente que a água tivesse ficado congelada, ou virado gelo. Se o “forte vento oriental” mencionado em Êxodo 14:21 tivesse sido suficientemente frio para congelar a água, sem dúvida haveria alguma referência ao frio extremo. Visto que não havia nada visível para segurar as águas, elas devem ter parecido solidificadas ou endurecidas.

Lições para nós:

7:14-12:30. As Dez Pragas não foram meras coincidências. Foram preditas e ocorreram exatamente como indicado. Elas demonstraram, sem sombra de dúvida, o controle do Criador sobre a água, o sol, os insetos, os animais e os humanos. As pragas mostraram também que Deus pode trazer calamidade seletivamente sobre seus inimigos e, ao mesmo tempo, proteger seus adoradores.

11:2; 12:36. Jeová abençoa seu povo. Evidentemente ele fez com que os israelitas recebessem o salário pelo seu trabalho no Egito. Eles haviam entrado no país como povo livre, não como prisioneiros de guerra destinados à escravidão.

14:30. Podemos ter confiança em que Jeová libertará seus adoradores na vindoura “grande tribulação”. — Mateus 24:20-22; Revelação (Apocalipse) 7:9, 14.

JEOVÁ ORGANIZA UMA NAÇÃO TEOCRÁTICA

No terceiro mês depois da sua libertação do Egito, os israelitas acampam no sopé do monte Sinai. Ali, recebem os Dez Mandamentos e outras leis, entram num pacto com Jeová e tornam-se uma nação teocrática. Moisés passa 40 dias no monte, recebendo instruções a respeito da adoração verdadeira e sobre a construção do tabernáculo de Jeová, um templo portátil. Enquanto isso, os israelitas fazem um bezerro de ouro e o adoram. Ao descer do monte, Moisés vê isso e fica tão furioso que quebra as duas tábuas de pedra que Deus havia lhe dado. Depois que os transgressores recebem a devida punição, ele sobe novamente ao monte e recebe outro jogo de tábuas. Quando Moisés volta, começa a construção do tabernáculo. No fim do primeiro ano da libertação de Israel, essa bela tenda e todos os seus apetrechos já estão terminados e em pleno uso. Daí, Jeová enche-a com Sua glória.

Perguntas bíblicas respondidas:

20:5  Em que sentido Jeová traz “punição pelo erro dos pais” sobre as futuras gerações? Ao atingir a idade adulta, cada pessoa é julgada à base de sua própria conduta e atitude. Mas a nação de Israel sofreu as conseqüências de ter se voltado para a idolatria ao longo das gerações posteriores. Até mesmo israelitas fiéis sentiram os efeitos disso, pois era difícil para eles manter a integridade devido ao clima de rebelião religiosa que os rodeava.

23:19; 34:26  Qual era o significado do mandamento de não cozinhar o cabritinho no leite da mãe? Diz-se que cozinhar um cabritinho (o filhote de uma cabra ou de outro animal) no leite da mãe era um ritual pagão para fazer chover. Além disso, visto que o leite da mãe foi criado para nutrir o filhote, cozinhá-lo nele seria um ato de crueldade. Essa lei ajudava o povo de Deus a entender que deviam ser compassivos.

23:20-23  Quem era o anjo mencionado aqui, e como é que o nome de Jeová ‘estava nele’? Provavelmente, esse anjo era Jesus na sua forma pré-humana. Ele foi usado para guiar os israelitas no caminho para a Terra Prometida. (1 Coríntios 10:1-4) O nome de Jeová “está nele” no sentido de que Jesus é a principal pessoa a defender e santificar o nome de seu Pai.

32:1-8, 25-35  Por que Arão não foi punido por fazer o bezerro de ouro? No fundo, Arão não concordava com a idolatria. Mais tarde, parece que ele se juntou aos outros levitas em tomar posição a favor de Deus e contra os que resistiam a Moisés. Depois da morte dos culpados, Moisés lembrou ao povo que eles haviam cometido um grande pecado, indicando que outros além de Arão também receberam a misericórdia de Jeová.

33:11, 20  Em que sentido Deus falava com Moisés “face a face”? Essa expressão dá a entender diálogo achegado. Moisés falava com o representante de Deus e recebia oralmente instruções de Jeová por meio dele. Mas Moisés não viu Jeová, porque ‘homem algum pode ver Deus e continuar vivo’. De fato, Jeová não falou pessoalmente com Moisés. A Lei “foi transmitida por intermédio de anjos, pela mão dum mediador”, declara Gálatas 3:19.

Lições para nós:

15:25; 16:12. Jeová cuida do seu povo.

18:21. Os homens escolhidos para cargos de responsabilidade na congregação cristã também devem ser capazes, tementes a Deus, confiáveis e abnegados.

20:1-23:33. Jeová é o supremo Legislador. Quando obedeciam às suas leis, os israelitas o adoravam de modo ordeiro e alegre. Jeová tem uma organização teocrática hoje. Cooperar com ela resulta em felicidade e segurança para nós.

Verdadeiro significado para nós

O que o livro de Êxodo revela sobre Jeová? Mostra que Ele é um Provisor amoroso, Libertador incomparável e Cumpridor de propósitos. Ele é o Deus que promove organização teocrática.

Ao fazer a leitura bíblica semanal em preparação para a Escola do Ministério Teocrático, você sem dúvida se sentirá muito comovido com as coisas que aprenderá em Êxodo. Ao analisar a seção “Perguntas bíblicas respondidas”, obterá maior entendimento sobre certas passagens bíblicas. Os comentários debaixo de “Lições para nós” mostrarão como você pode se beneficiar da leitura da Bíblia designada para a semana.

[Foto nas páginas 24, 25]

Jeová comissionou o manso Moisés para libertar os israelitas da escravidão

[Foto na página 25]

As Dez Pragas mostraram o controle do Criador sobre a água, o sol, os insetos, os animais e os humanos

[Foto nas páginas 26, 27]

Por meio de Moisés, Jeová organizou os israelitas numa nação teocrática