Mantenha-se no amor de Deus

‘Amados, mantende-vos no amor de Deus, visando a vida eterna.’ — JUDAS 20, 21.

O AMOR de Jeová pelo mundo da humanidade é tão grande que ele ‘deu seu Filho unigênito a fim de que aqueles que exercerem fé nele tenham vida eterna’. (João 3:16) Como é bom sentir esse amor! E, se você é um servo de Jeová, com certeza deseja senti-lo para sempre.

2 O discípulo Judas esclareceu como você pode permanecer no amor de Deus. Ele escreveu: “Edificando-vos na vossa santíssima fé e orando com espírito santo, mantende-vos no amor de Deus, ao passo que aguardais a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, visando a vida eterna.” (Judas 20, 21) Estudar a Palavra de Deus e pregar as boas novas ajuda você a edificar-se na “santíssima fé” — os ensinos cristãos. Para permanecer no amor de Deus é preciso orar “com espírito santo”, ou sob sua influência. A fim de ganhar a vida eterna é necessário também exercer fé no sacrifício resgatador de Jesus Cristo. — 1 João 4:10.

3 Alguns que tinham fé não permaneceram no amor de Deus. Por preferirem a conduta pecaminosa, não são mais Testemunhas de Jeová. Como você pode evitar essa situação? Meditar nos seguintes pontos poderá ajudá-lo a evitar o pecado e a manter-se no amor de Deus.

Demonstre seu amor a Deus

4 Mostre seu amor a Deus por obedecê-lo. (Mateus 22:37) “O amor de Deus significa o seguinte”, escreveu o apóstolo João, “que observemos os seus mandamentos; contudo, os seus mandamentos não são pesados”. (1 João 5:3) Procurar sempre obedecer a Deus pode fortalecê-lo a resistir às tentações e fazê-lo feliz. O salmista disse: “Feliz é o homem que não tem andado no conselho dos iníquos, . . . mas, seu agrado é na lei de Jeová.” — Salmo 1:1, 2.

5 Seu amor a Jeová o moverá a evitar cometer pecados graves que desonrem Seu nome. “Não me dês nem pobreza nem riquezas”, orou Agur. “Devore eu o alimento que me é prescrito, para que eu não me farte e realmente te renegue, e diga: ‘Quem é Jeová?’ e para que eu não fique pobre e realmente furte, e ataque o nome de meu Deus.” (Provérbios 30:1, 8, 9) Esteja decidido a não ‘atacar o nome de Deus’ por desonrá-lo. Em vez disso, esforce-se sempre em fazer coisas corretas que dêem glória a Deus. — Salmo 86:12.

6 Ore com freqüência a seu amoroso Pai celestial pedindo ajuda para resistir às tentações de praticar o pecado. (Mateus 6:13; Romanos 12:12) Continue a aplicar os conselhos de Deus para que suas orações não sejam impedidas. (1 Pedro 3:7) Mergulhar no pecado pode ter conseqüências trágicas, pois Jeová bloqueia a aproximação dos rebeldes como que por uma densa nuvem impedindo que suas orações cheguem até ele. (Lamentações 3:42-44) Portanto, demonstre um espírito humilde e ore para que você não faça nada que o prive dessa comunicação com Deus. — 2 Coríntios 13:7.

Mostre amor ao Filho de Deus

7 Mostre amor a Jesus Cristo por obedecer aos seus mandamentos, pois isso o ajudará a rejeitar um proceder pecaminoso. “Se observardes os meus mandamentos”, disse ele, “permanecereis no meu amor, assim como eu tenho observado os mandamentos do Pai e permaneço no seu amor”. (João 15:10) Como a aplicação dessas palavras de Jesus pode ajudá-lo a permanecer no amor de Deus?

8 Prestar atenção às palavras de Jesus pode ajudá-lo a manter a integridade moral. A Lei de Deus dada a Israel dizia: “Não deves cometer adultério.” (Êxodo 20:14) Mas Jesus revelou um princípio por trás desse mandamento, dizendo: “Todo aquele que persiste em olhar para uma mulher, a ponto de ter paixão por ela, já cometeu no coração adultério com ela.” (Mateus 5:27, 28) O apóstolo Pedro disse que alguns na congregação do primeiro século tinham os “olhos cheios de adultério” e ‘engodavam as almas instáveis’. (2 Pedro 2:14) Você, porém, pode evitar pecados sexuais se amar e obedecer a Deus e a Cristo e se estiver decidido a preservar sua relação com eles.

Deixe-se guiar pelo espírito de Jeová

9 Ore pedindo o espírito santo de Deus e permita que esse o guie. (Lucas 11:13; Gálatas 5:19-25) Se você persiste no pecado, Deus talvez retire Seu espírito de você. Depois de seu pecado com Bate-Seba, Davi suplicou a Deus: “Não me lances fora de diante da tua face; e não tires de mim o teu espírito santo.” (Salmo 51:11) Mas o Rei Saul, tendo-se tornado um pecador não-arrependido, realmente perdeu o espírito de Deus. Ele pecou por ter oferecido sacrifício queimado e por ter preservado os rebanhos e o rei dos amalequitas. Por isso Jeová retirou seu espírito santo de Saul. — 1 Samuel 13:1-14; 15:1-35; 16:14-23.

10 Rejeite até mesmo a idéia de praticar o pecado. “Se praticarmos o pecado deliberadamente, depois de termos recebido o conhecimento exato da verdade”, escreveu o apóstolo Paulo, “não há mais nenhum sacrifício pelos pecados”. (Hebreus 10:26-31) Como seria trágico levar o pecado até esse ponto!

Mostre verdadeiro amor pelos outros

11 O amor ao próximo o impedirá de envolver-se em má conduta sexual. (Mateus 22:39) Esse amor o moverá a proteger seu coração para que este não o deixe tentado a roubar as atenções do cônjuge de outra pessoa. Fazer isso pode levar ao pecado do adultério. (Provérbios 4:23; Jeremias 4:14; 17:9, 10) Seja como Jó, um homem justo, que tinha os olhos voltados apenas para sua esposa. — Jó 31:1.

12 Respeitar a santidade do casamento pode ajudá-lo a evitar um pecado grave. Deus queria que as relações sexuais no casamento honroso fossem os meios de reproduzir a vida. (Gênesis 1:26-28) Lembre-se de que os órgãos sexuais estão relacionados com a vida, que é sagrada. Os fornicadores e os adúlteros desobedecem a Deus, degradam o ato sexual, desrespeitam a santidade do casamento e pecam contra seu próprio corpo. (1 Coríntios 6:18) Mas o amor e a obediência a Deus e o amor ao próximo evitarão que a conduta da pessoa talvez resulte na sua desassociação da congregação cristã.

13 Temos de suprimir pensamentos pecaminosos para não causar sofrimento às pessoas que amamos. “Quem tem companheirismo com prostitutas destrói coisas valiosas”, diz Provérbios 29:3. O adúltero não-arrependido destrói sua relação com Deus e arruína os vínculos familiares. Sua esposa tem base para o divórcio. (Mateus 19:9) Não importa se o transgressor é o marido ou a esposa, o rompimento do casamento pode causar muita dor ao cônjuge inocente, aos filhos e a outros. Não concorda que saber da capacidade destrutiva da conduta imoral deve mover-nos a resistir à tentação de praticá-la?

14 A impossibilidade de compensar o adultério deve impelir-nos a evitar esse ato tão egoísta. De acordo com Provérbios 6:30-35, as pessoas talvez se sensibilizem com um ladrão que rouba para matar a fome, mas elas desprezam o adúltero por causa de suas más motivações. Ele “arruína a sua própria alma [ou vida]”. Sob a Lei mosaica, ele seria executado. (Levítico 20:10) Quem comete adultério causa sofrimento a outros apenas para satisfazer suas paixões, e o adúltero não-arrependido não permanece no amor de Deus, pois é expulso da pura congregação cristã.

Mantenha uma consciência limpa

15 Para permanecermos no amor de Deus, não podemos permitir que a nossa consciência fique insensível ao pecado. É óbvio que temos de rejeitar os degradantes padrões de moral do mundo e ter cuidado em assuntos como escolha de amigos, matéria de leitura e diversão. Paulo alertou: “Nos períodos posteriores de tempo alguns se desviarão da fé, prestando atenção a desencaminhantes pronunciações inspiradas e a ensinos de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, marcados na sua consciência como que por um ferro de marcar.” (1 Timóteo 4:1, 2) A consciência marcada “como que por um ferro de marcar” é como uma carne cauterizada coberta de tecido cicatrizado e insensível. Tal consciência deixaria de nos alertar a evitar os apóstatas e as situações que poderiam nos desviar da fé.

16 A nossa salvação depende de termos uma consciência limpa. (1 Pedro 3:21) Pela fé no sangue derramado de Jesus, a nossa consciência foi purificada de obras mortas ‘para prestarmos serviço sagrado ao Deus vivente’. (Hebreus 9:13, 14) O pecado intencional aviltaria a nossa consciência e não mais seríamos pessoas limpas e qualificadas para o serviço de Deus. (Tito 1:15) Mas, com a ajuda de Jeová, podemos ter uma consciência limpa.

Outras maneiras de evitar a conduta

17 ‘Siga integralmente a Jeová’, como fez Calebe, do Israel antigo. (Deuteronômio 1:34-36) Faça o que Deus requer de você e jamais cogite participar da “mesa de demônios”. (1 Coríntios 10:21) Rejeite a apostasia. Sirva-se com apreço do alimento espiritual disponível apenas na mesa de Jeová. Assim você não será desencaminhado por instrutores falsos ou por forças espirituais perversas. (Efésios 6:12; Judas 3, 4) Focalize coisas espirituais, como o estudo da Bíblia, a assistência às reuniões e o ministério de campo. Você sem dúvida será feliz se seguir integralmente a Jeová e tiver bastante para fazer na obra do Senhor. — 1 Coríntios 15:58.

18 Esteja decidido a “prestar a Deus serviço sagrado aceitável, com temor piedoso e com espanto reverente”. (Hebreus 12:28) O temor reverente a Jeová o moverá a rejeitar qualquer desvio de conduta. Além disso, o ajudará a acatar o conselho de Pedro a seus companheiros ungidos: “Se invocais o Pai que julga imparcialmente segundo a obra de cada um, comportai-vos com temor durante o tempo da vossa residência como forasteiros.” — 1 Pedro 1:17.

19 Seja constante em aplicar o que você aprende da Palavra de Deus. Isso o ajudará a não cometer um pecado grave, pois estará entre “aqueles que, pelo uso, têm as suas faculdades perceptivas treinadas para distinguir tanto o certo como o errado”. (Hebreus 5:14) Em vez de negligenciar o modo como você fala e age, ‘ande como sábio, comprando todo o tempo oportuno’ nestes dias perversos. ‘Prossiga percebendo qual é a vontade de Jeová’ e persista em fazê-la. — Efésios 5:15-17; 2 Pedro 3:17.

20 Não dê margem à cobiça — desejar ardentemente o que pertence a outros. Um dos Dez Mandamentos diz: “Não deves desejar [‘cobiçar’, Almeida] a casa do teu próximo. Não deves desejar a esposa do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu touro, nem seu jumento, nem qualquer coisa que pertença ao teu próximo.” (Êxodo 20:17) Essa lei protegia a casa, a esposa, os servos, os animais e os outros pertences da pessoa. O mais importante, porém, é a declaração de Jesus de que a cobiça avilta o homem. — Marcos 7:20-23.

21 Tome precauções para que o desejo não leve ao pecado. O discípulo Tiago escreveu: “Cada um é provado por ser provocado e engodado pelo seu próprio desejo. Então o desejo, tendo-se tornado fértil, dá à luz o pecado; o pecado, por sua vez, tendo sido consumado, produz a morte.” (Tiago 1:14, 15) Por exemplo, se a pessoa já teve problema com a bebida, talvez decida não ter bebidas alcoólicas em casa. Para evitar a tentação de se envolver com alguém do sexo oposto, pode ser que o cristão tenha de mudar o lugar em que trabalha no emprego ou o próprio emprego.— Provérbios 6:23-28.

22 Evite até mesmo o primeiro passo em direção ao pecado. Flertar e entreter pensamentos imorais pode resultar em fornicação ou adultério. Contar pequenas mentiras pode levar a pessoa a contar mentiras grandes, o que talvez leve à prática pecaminosa da mentira. Pequenos furtos podem cauterizar a consciência de alguém a ponto de levá-lo a furtar em larga escala. Mesmo a mais leve tolerância ao pensamento apóstata pode levar a pessoa a enveredar na apostasia plena. — Provérbios 11:9; Revelação (Apocalipse) 21:8.

E se você tiver cometido pecado?

23 Todos os humanos são imperfeitos. (Eclesiastes 7:20) Mas se você cometeu um pecado grave, poderá obter consolo da oração feita pelo Rei Salomão na inauguração do templo de Jeová. Ele orou a Deus: “Qualquer oração, qualquer pedido de favor que venha a haver da parte de qualquer homem ou de todo o teu povo Israel, por conhecerem, cada um, a sua própria praga e a sua própria dor; quando ele realmente estender as palmas das suas mãos para esta casa, então que tu mesmo ouças desde os céus, lugar da tua morada, e terás de perdoar e dar a cada um segundo todos os seus caminhos, porque conheces o seu coração (pois somente tu mesmo conheces bem o coração dos filhos da humanidade).” — 2 Crônicas 6:29, 30.

24 Deus realmente conhece o coração dos humanos e é perdoador. Provérbios 28:13 diz: “Quem encobre as suas transgressões não será bem sucedido, mas, ter-se-á misericórdia com aquele que as confessa e abandona.” Por se arrepender, confessar e abandonar o pecado, a pessoa pode receber a misericórdia de Deus. Mas, se você estiver fraco em sentido espiritual, o que mais poderá ajudá-lo a permanecer no amor de Deus?

Que resposta daria?

• Como podemos nos manter no amor de Deus?

• Como o amor a Deus e a Cristo nos ajuda a rejeitar um proceder pecaminoso?

• Por que o verdadeiro amor ao próximo nos refreia da má conduta sexual?

• Cite algumas maneiras de evitar a conduta errada.

[Perguntas de Estudo]

1, 2. Como você pode permanecer no amor de Deus?

 3. Por que alguns não são mais Testemunhas de Jeová?

 4. De que importância é obedecer a Deus?

 5. O amor a Jeová o moverá a agir de que maneira?

 6. O que pode acontecer se a pessoa mergulhar no pecado?

7, 8. De que modo acatar os conselhos de Jesus pode ajudar a pessoa a rejeitar o proceder pecaminoso?

 9. O que pode acontecer com relação ao espírito santo se alguém persiste no pecado?

10. Por que é preciso rejeitar até mesmo a idéia de praticar o pecado?

11, 12. De que maneiras o amor e o respeito impedirão que a pessoa se envolva em má conduta sexual?

13. Em que sentido a pessoa imoral “destrói coisas valiosas”?

14. Que lição sobre transgressão nos ensina Provérbios 6:30-35?

15. Qual é a condição de uma consciência marcada “como que por um ferro de marcar”?

16. Por que é tão importante ter uma consciência limpa?

17. De que proveito é ‘seguir integralmente a Jeová’?

18. Como o temor a Jeová influirá na sua conduta?

19. Por que é preciso ser constante em aplicar o que se aprende da Palavra de Deus?

20. Por que devemos evitar a cobiça?

21, 22. Que precauções o cristão pode tomar para evitar o pecado?

23, 24. Que consolo podemos obter de 2 Crônicas 6:29, 30 e Provérbios 28:13?

[Foto na página 21]

Judas mostra como nos manter no amor de Deus

[Foto na página 23]

O rompimento de um casamento pode causar muita dor ao cônjuge inocente e aos filhos

[Foto na página 24]

Assim como Calebe, você está decidido a ‘seguir integralmente a Jeová’?

[Foto na página 25]

Ore com freqüência pedindo ajuda para resistir às tentações