• A Sentinela (2013)
  • Moisés — Um homem humilde

Moisés Um homem humilde

O QUE É HUMILDADE? Humildade é a ausência de arrogância ou orgulho. Quem é humilde não encara os outros como inferiores. Qualquer humano imperfeito que é humilde também precisa ser modesto, ou seja, reconhecer suas limitações.

COMO MOISÉS DEMONSTROU HUMILDADE? Moisés não permitiu que a autoridade lhe subisse à cabeça. Muitas vezes, quando um homem recebe autoridade, logo fica evidente se ele é humilde ou não. Robert Green Ingersoll, escritor do século 19, disse o seguinte: “Se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.” Nesse sentido, Moisés foi um excelente exemplo de humildade. Como assim?

Moisés recebeu grande autoridade, pois Jeová o comissionou como líder da nação de Israel. Mas Moisés nunca se tornou orgulhoso por causa disso. Veja, por exemplo, a modéstia que ele mostrou ao lidar com uma questão difícil sobre direitos de herança. (Números 27:1-11) A questão era muito importante, pois a decisão abriria um precedente legal para gerações futuras.

Como Moisés reagiu? Será que pensou que, como líder de Israel, estava qualificado para decidir o assunto sozinho? Confiou em suas habilidades naturais, seus anos de experiência ou em seu profundo conhecimento do modo de pensar de Jeová?

Um homem orgulhoso talvez tivesse feito isso. Mas não Moisés. O relato bíblico diz: “Moisés apresentou [o] caso perante Jeová.” (Números 27:5) Imagine só! Mesmo depois de liderar a nação de Israel por 40 anos, Moisés não confiou em si mesmo; ele confiou em Jeová. Vemos assim que Moisés era muito humilde.

Moisés não tinha medo de compartilhar sua autoridade. Ele se alegrou quando Jeová permitiu que outros israelitas agissem como profetas. (Números 11:24-29) Quando seu sogro sugeriu a ele que dividisse sua carga de responsabilidade, Moisés humildemente acatou essa sugestão. (Êxodo 18:13-24) E, perto do fim de sua vida, embora ainda tivesse vigor, Moisés pediu a Jeová que escolhesse alguém como seu sucessor. Quando Jeová escolheu Josué, Moisés apoiou de coração esse jovem, pedindo ao povo que seguisse sua liderança ao entrar na Terra Prometida. (Números 27:15-18; Deuteronômio 31:3-6; 34:7) Moisés com certeza considerava um privilégio liderar os israelitas em questões de adoração, mas ele não colocou sua autoridade à frente do bem-estar de outros.

O QUE APRENDEMOS DE SEU EXEMPLO? Nunca devemos permitir que poder, autoridade ou habilidades naturais nos façam ficar orgulhosos. Lembre-se: para sermos usados por Jeová, nossa humildade sempre deve ser maior que nossas habilidades. (1 Samuel 15:17) Se formos realmente humildes, faremos de tudo para aplicar o sábio conselho da Bíblia: “Confia em Jeová de todo o teu coração e não te estribes na tua própria compreensão.” — Provérbios 3:5, 6.

O exemplo de Moisés também nos ensina a não dar importância demais à nossa posição ou autoridade.

Será que vale a pena imitar o exemplo de humildade de Moisés? Com toda a certeza! Quando cultivamos verdadeira humildade, facilitamos a vida das pessoas à nossa volta, e elas passam a gostar mais de nós. Acima de tudo, nos tornamos mais queridos para Jeová Deus, que também demonstra essa bela qualidade. (Salmo 18:35) “Deus se opõe aos soberbos, mas dá benignidade imerecida aos humildes.” (1 Pedro 5:5) Existe motivo melhor para imitarmos a humildade de Moisés?

[Foto na página 5]