Michele e Sofia, à porta, conversando sobre a Bíblia

UMA CONVERSA SOBRE A BÍBLIA

Por que Deus permite o sofrimento?

Leia a seguir uma típica conversa que uma Testemunha de Jeová pode ter com um morador. Michele, uma Testemunha de Jeová, volta à casa de uma mulher chamada Sofia uma semana após sua primeira conversa.*

DEUS SE IMPORTA COM NOSSO SOFRIMENTO?

Michele: Oi, Sofia!

Sofia: Oi, Michele!

Michele: Que bom que encontrei você em casa. Na última vez que estive aqui, conversamos sobre se Deus se importa com nosso sofrimento. Você disse que há muito tempo tem dúvidas sobre isso, principalmente depois que sua mãe sofreu um acidente de carro. A propósito, como ela está?

Sofia: Ela tem altos e baixos, mas hoje ela está bem.

Michele: Fico feliz em saber que ela está bem. Não deve ser nada fácil enfrentar essa situação.

Sofia: Nem me fale. Fico me perguntando até quando ela vai sofrer.

Michele: É normal se sentir assim. Eu lembro que, na nossa última conversa, fiquei de voltar para responder na Bíblia por que Deus permite o sofrimento mesmo tendo poder para acabar com ele.

Sofia: Sim, eu me lembro.

Michele: Mas antes, vamos recordar alguns pontos que a gente conversou da última vez.

Sofia: Tudo bem.

Michele: Primeiro, vimos na Bíblia que até mesmo um homem fiel se perguntou por que Deus permite o sofrimento. Ainda assim Deus nunca o repreendeu por perguntar isso nem disse que ele precisava ter mais fé.

Sofia: É, isso foi novidade para mim.

Michele: Também vimos que Jeová Deus odeia ver a gente sofrer. Por exemplo, a Bíblia diz que, quando seu povo passou por dificuldades, isso “foi aflitivo para ele”.* Não é consolador saber que Deus se importa com nosso sofrimento?

Sofia: É sim.

Michele: Daí, chegamos à conclusão que, por causa de seu imenso poder, nosso Criador com certeza poderia intervir e acabar com o sofrimento a qualquer momento.

Sofia: É isso que eu não entendo. Por que Deus deixa que coisas ruins aconteçam, se ele tem poder para impedir isso?

QUEM ESTAVA FALANDO A VERDADE?

Michele: Podemos começar a entender o motivo por ver o que diz o primeiro livro da Bíblia, Gênesis. Você conhece a história de Adão e Eva e o fruto proibido?

Sofia: Conheço. Eu aprendi essa história na escola dominical. Deus disse para eles não comerem de uma fruta, mas eles comeram mesmo assim.

Michele: Isso mesmo. Agora vamos ver o que levou Adão e Eva a pecar. Isso esclarece muita coisa sobre a causa do nosso sofrimento. Você pode ler aqui em Gênesis capítulo 3, versículos 1 a 5?

Sofia: Claro. “Ora, a serpente mostrava ser o mais cauteloso de todos os animais selváticos do campo, que Jeová Deus havia feito. Assim, ela começou a dizer à mulher: ‘É realmente assim que Deus disse, que não deveis comer de toda árvore do jardim?’ A isso a mulher disse à serpente: ‘Do fruto das árvores do jardim podemos comer. Mas, quanto a comer do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: “Não deveis comer dele, não, nem deveis tocar nele, para que não morrais.”’ A isso a serpente disse à mulher: ‘Positivamente não morrereis. Porque Deus sabe que, no mesmo dia em que comerdes dele, forçosamente se abrirão os vossos olhos e forçosamente sereis como Deus, sabendo o que é bom e o que é mau.’”

Michele: Obrigada. Agora vamos pensar um pouco nesses versículos. Primeiro, vimos que a serpente falou com Eva. Outros textos da Bíblia mostram que na verdade era Satanás, o Diabo, quem estava falando por meio da serpente.* Satanás perguntou a Eva sobre a ordem de Deus a respeito de uma árvore. Você viu o que Deus disse que aconteceria com eles se comessem dessa árvore?

Sofia: Eles morreriam.

Michele: Exatamente. Em seguida, Satanás fez uma grave acusação contra Deus. Veja o que ele disse: “Positivamente não morrereis.” Satanás estava chamando a Deus de mentiroso.

Sofia: Eu nunca tinha ouvido essa parte da história.

Michele: Interessante, não é? E, quando disse isso, Satanás levantou uma questão que levaria tempo para ser resolvida. Você entende por quê?

Sofia: Hum. Acho que não.

Michele: Então, para você entender: suponhamos que eu dissesse que sou mais forte que você. Como você provaria que eu estou errada?

Sofia: Não sei. Com algum tipo de teste?

Michele: Isso! A gente poderia escolher algum objeto pesado e ver qual das duas conseguiria levantá-lo. Na verdade, provar quem é mais forte é bem simples.

Sofia: Entendi.

Michele: Mas e se, em vez de falar sobre quem é mais forte, eu dissesse que você não é honesta? Aí seria outra história, não acha?

Sofia: É, acho que sim.

Michele: Afinal, a honestidade não é como a força, que pode ser provada usando um simples teste.

Sofia: É verdade.

Michele: O único modo de saber isso seria dar tempo suficiente para que outros vissem se você é honesta ou não.

Sofia: Faz sentido.

Michele: Agora olha de novo aqui o que diz Gênesis. Satanás disse que era mais forte que Deus?

Sofia: Não.

Michele: Deus poderia ter provado na mesma hora que ele estava errado. Em vez disso, Satanás disse que Deus era desonesto. Em outras palavras, ele disse a Eva: ‘Deus está mentindo, mas eu estou lhe dizendo a verdade.’

Sofia: Que interessante!

Michele: Por isso, Deus, com toda sua sabedoria, viu que a melhor maneira de provar que Satanás estava errado seria deixar o tempo passar. O tempo mostraria quem estava dizendo a verdade e quem estava mentindo.

UMA QUESTÃO IMPORTANTE

Sofia: Mas a morte de Eva não provou que Deus estava dizendo a verdade?

Michele: Em certo sentido, sim. Mas havia algo mais envolvido no desafio de Satanás. Veja de novo o versículo 5. Percebeu o que mais Satanás disse a Eva?

Sofia: Ele disse que, se ela comesse a fruta, seus olhos se abririam.

Michele: Isso, e que ela se tornaria “como Deus, sabendo o que é bom e o que é mau”. Dessa maneira, Satanás afirmou que Deus estava escondendo uma coisa boa dos humanos.

Sofia: Entendi.

Michele: E esse também não era um desafio simples de resolver.

Sofia: Como assim?

Michele: Por dizer isso, Satanás deu a entender que Eva — e consequentemente toda a humanidade — ficaria melhor sem as orientações de Deus. Nesse caso, Jeová também sabia como lidar com a situação: ele permitiu que Satanás governasse por um tempo para tentar provar suas alegações. É por isso que há tanto sofrimento. É Satanás quem governa o mundo, não Deus.* Mas tenho uma boa notícia para você.

Sofia: Qual?

Michele lendo um texto bíblico para Sofia

Michele: A Bíblia nos ensina duas verdades emocionantes sobre Deus. A primeira é que Jeová nos ajuda quando sofremos. Por exemplo, veja as palavras do Rei Davi no Salmo 31:7. Davi passou por muito sofrimento na vida, mas olha o que ele disse em oração a Deus. Você pode ler esse versículo?

Sofia: Claro. Diz assim: “Vou jubilar e alegrar-me na tua benevolência, porque tens visto a minha tribulação; soubeste das aflições da minha alma.”

Michele: Então, o que consolava Davi era saber que Jeová via o sofrimento dele. Não é um alívio saber que Jeová vê e entende o sofrimento que passamos, mesmo que outras pessoas não?

Sofia: É verdade.

Michele: A segunda verdade emocionante é que Deus não vai deixar que soframos para sempre. A Bíblia diz que logo Deus vai acabar com o governo de Satanás. Ele também vai desfazer todas as coisas ruins, incluindo as coisas que aconteceram com você e sua mãe. O que você acha de eu voltar semana que vem para mostrar como sabemos que em breve Deus vai mesmo acabar com o sofrimento?*

Sofia: Gostei da ideia.

Você tem alguma pergunta sobre um assunto bíblico específico? Quer saber mais sobre as crenças ou as práticas religiosas das Testemunhas de Jeová? Então, fique à vontade para perguntar a uma Testemunha de Jeová. Ela terá prazer em considerar esses assuntos com você.

[Nota(s) de rodapé]

Veja “Uma Conversa sobre a Bíblia — Deus se importa com nosso sofrimento?”, na edição de 1.° de julho de 2013 desta revista. Também disponível em www.jw.org.

Para mais informações, veja o capítulo 9 do livro O Que a Bíblia Realmente Ensina?, publicado pelas Testemunhas de Jeová. Também disponível em www.jw.org.