Sexta-feira, 4 de abril

Chegou a Jerusalém Nabucodonosor, rei de Babilônia, e passou a sitiá-la.  Dan. 1:1.

Jeová permitiu que os babilônios derrubassem Jerusalém e levassem Seu povo ao exílio. (2 Reis 20:16-18) Ele predisse que seria erradicada a linhagem de reis humanos, dos quais se dizia que se sentavam no “trono de Jeová” em Jerusalém. (1 Crô. 29:23) Mas Jeová prometeu também que um descendente do Rei Davi, com “direito legal”, viria e reivindicaria essa autoridade. (Eze. 21:25-27) Outra profecia indicou que os judeus ainda estariam adorando no templo em Jerusalém quando chegasse o prometido Messias, ou Ungido. (Dan. 9:24-27) Uma profecia anterior, escrita antes de Israel ter sido exilado para Babilônia, dizia que esse personagem nasceria em Belém. (Miq. 5:2) Para que essas profecias se cumprissem, os judeus teriam de ser libertados do exílio, retornar para sua terra de origem e reconstruir o templo. w12 15/6 1:9-11

31 de mar. Leitura da Bíblia: Êxodo 1-6

N.° 1: Êxodo 2:1-14

N.° 2: A volta de Cristo é invisível (rs p. 434 §2–p. 435 §1)

N.° 3: Abirão — Opor-se a alguém designado por Deus é o mesmo que se opor a Jeová (it-1 pp. 21-22, Abirão N.° 1)

31 DE MARÇO DE 2014–6 DE ABRIL DE 2014

PÁGINA 27 • CÂNTICOS: 108, 30

31 DE MARÇO DE 2014–6 DE ABRIL DE 2014

PÁGINA 26 • CÂNTICOS: 108, 30