Quinta-feira, 24 de julho

Juro deveras por mim mesmo.  Gên. 22:16.

Por que Deus jurou a Abraão que Suas promessas se cumpririam? Era para reforçar a confiança e fortalecer a fé dos que se tornariam co-herdeiros de Cristo, como parte secundária do prometido “descendente”. (Gál. 3:29) Como o apóstolo Paulo explicou, Jeová “interveio com um juramento, a fim de que, por duas coisas imutáveis [sua promessa e seu juramento], nas quais é impossível que Deus minta, nós . . . tenhamos forte encorajamento para nos apegar à esperança que se nos apresenta”. (Heb. 6:13-18) Os cristãos ungidos não são os únicos que se beneficiam do juramento que Deus fez a Abraão. Por meio do “descendente” de Abraão, Jeová jurou que pessoas de “todas as nações da terra [abençoariam] a si mesmas”. (Gên. 22:18) Esses abençoados incluem as obedientes “outras ovelhas” de Cristo, que têm a esperança de vida eterna num paraíso terrestre. — João 10:16. w12 15/10 3:6-8

21 de jul. Leitura da Bíblia: Levítico 25-27

N.° 2: Será que por fim todos os humanos serão salvos? (rs p. 339 §1)

N.° 3: Acidente, acaso — Como as Escrituras diferenciam algo acidental de algo intencional (it-1 p. 43)

21-27 DE JULHO DE 2014

21-27 DE JULHO DE 2014

PÁGINA 15 • CÂNTICOS: 125, 53